O poder da música na infância

Notíciasout, 23 - 2019

O poder da música na infância

 

 

A infância, como sabemos, é o estágio da vida onde o ser humano mais aprende coisas (com maior facilidade), sendo uma fase fundamental para o nosso desenvolvimento. Desde a coordenação motora até as interações sociais, tudo é construído através dos primeiros contatos com o mundo, o que é trabalhado com a família, amigos, educadores e, até mesmo, com a música.

 

Há estudos que apontam os benefícios de apresentar os sons e a música aos bebês desde o ventre, a fim de trabalhar estímulos cerebrais. Mais tarde, a música pode servir  como influenciador no desenvolvimento da comunicação verbal e não-verbal atingindo diretamente:

 

  • A fala: com o estímulo à emissão e reprodução dos sons e, mais tarde, sílabas e palavras;
  • A coordenação motora: já que o ritmo leva à dança;
  • A concentração: quando aprende um instrumento ou ao escutar a música;
  • As emoções: uma vez que os sons, os ritmos e, claro, os momentos associados às músicas instigam o desenvolvimento e vivência com diferentes emoções;
  • A percepção de mundo: desenvolvendo os gostos pessoais;
  • A interação social: tanto familiar quanto no ambiente escolar, por exemplo, a música serve como educação e integração;
  • E muito mais!

 

Sendo assim, todo momento em família é momento para música. É importante adequar a trilha sonora a idade, mas claro que não há grandes problemas em apresentar variedades aos seus pequenos, atentando-se apenas aos estilos musicais.

 

Outra maneira de fazer a música estar ainda mais presente na vida dos seus pequenos é através da confecção de instrumentos e, até mesmo, aulas de músicas. O contato direto com o instrumento trabalha ainda mais com a coordenação, ritmo e concentração das crianças, além de proporcionar experiências únicas com a arte.

 

Para começar você pode apostar em tambores e chocalho, conhecidos também como instrumentos de percussão, que são fáceis de fazer em casa com objetos do dia a dia. Os tambores podem ser feitos com latas, vasilhas plásticas e garrafas, por exemplo; já os chocalhos podem ser confeccionados com pequenas latas e garrafas pet, contando com a ajuda de grãos de sua preferência para criar o som.

 

Mais tarde, em torno dos 5 anos, instrumentos como o violão e a guitarra já podem ser introduzidos aos pequenos. Mas é claro que uma bela cantoria em família – mesmo que desafinada – já vale muito!

Por Carolina Oquendo.