personagem
Motivos para você ler com seus pequenos.

Notíciasnov, 13 - 2019

Motivos para você ler com seus pequenos.

 

Você sabia que o costume de ler com os pequenos traz diversos benefícios para a relação familiar e desenvolvimento da criança? Confira a matéria para entender mais!

 

O hábito da leitura deve ser criado desde a primeira infância, já que, é capaz de estimular a criatividade, a interação social, o autoconhecimento (pois pode ser feito sozinho e, ainda, permite que o leitor conheça seus gostos), ampliar a visão de mundo, o vocabulário, o senso crítico, aguçar a atenção e a imaginação.

 

Pode ser desenvolvido junto à família ou no ambiente escolar e possui grande influência sobre o desenvolvimento intelectual, pessoal e social da criança. Segundo dados da 4ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, promovida pelo Instituto Pró-Livro e realizada pelo Ibope, a leitura em família cria leitores frequentes e críticos (26% dos leitores afirmaram que suas mães “sempre” liam).

 

Há quem diga também que os indivíduos com maior contato com livros na infância lidam melhor com as emoções, pois estão em contato frequente com as oscilações trazidas pelos enredos das histórias lidas; além de atuar diretamente no relaxamento físico e mental.

 

Por isso, a dica é: leia PARA e COM o seu filho! Isso mesmo, leia e crie histórias para ele, e abra espaço para que ele faça (ou tente fazer) o mesmo para você. Seja um bom ouvinte e dedique-se a isso.  Isso permitirá acompanhar o crescimento do seu filho e, ainda, conhecer os assuntos que mais o agradam.

 

Para começar, é preciso fazer isso de forma natural e atrativa, permitindo que o momento seja associado a atividades agradáveis (antes de dormir, durante as tardes ou, até mesmo, em meio às brincadeiras). Mas lembre-se: é fundamental consumir histórias de acordo com as faixas etárias adequadas. Na primeira infância, por exemplo, as imagens são tão importantes quanto a história para influenciar os sentidos da criançada.

 

Deu para notar o poder do “era uma vez”, né? Aproveite esses momentos!

 

Por Carolina Oquendo