personagem
Namoro na infância? Descubra porque não é uma brincadeira saudável

Notíciasmar, 18 - 2019

Namoro na infância? Descubra porque não é uma brincadeira saudável

Criança precisa brincar. E brincar muito! Por isso não é interessantes que os adultos, e principalmente os pais, tratem com naturalidade questões que envolvam o namoro entre crianças.

Parece radical pensar assim, mas os pequenos precisam vivenciar a fase da infância por completo. Pular esta etapa, incentivando uma sexualização precoce, pode trazer efeitos negativos como, por exemplo, deixar a criança mais vulnerável ao crime de abuso sexual.

A curiosidade, ou mesmo a repulsa, diante das manifestações de afeto entre os adultos que ela conhece, faz parte do reconhecimento da criança diante deste universo. Afinal, ela ainda não tem discernimento e nem maturidade para entender como funciona o relacionamento entre os maiores. Assim, é importante ter uma conversa esclarecedora com a criança ensinando-a que a sua fase do namoro vai chegar um dia e que, por enquanto, ela pode ter muitos amiguinhos para brincar.

Antecipar estas sensações e incitar o namoro pode gerar uma angústia muito grande na criança, pois ela cria uma expectativa que pode acabar em grande frustração. Como ela ainda não sabe lidar com o fato de não ser ‘correspondida’, pode se sentir ridicularizada, ter sua auto estima afetada e, inclusive,  começar a ter uma preocupação excessiva com sua própria aparência.

Por Thamyê Bloes